top of page

BA | CACIQUE DO POVO PATAXÓ SOFRE ATAQUE DE PISTOLEIROS NO TERRITÓRIO BARRA VELHA


TV Pataxó


Imagem: Instagram @tvpataxooficial

Na última segunda-feira, pistoleiros atentaram contra a vida do cacique Bacurau, do povo Pataxó. O ataque aconteceu enquanto o cacique se deslocava de uma aldeia para outra, na Terra Indígena Barra Velha, em área reivindicada pelas comunidades pataxó, e que aguarda a carta declaratória para sua demarcação.


Segundo informações preliminares, o cacique foi alvejado por tiros de arma de fogo que foram disparados por pistoleiros de uma fazenda nas proximidades. Até o presente momento não se tem mais informações acerca de seu estado de saúde, mas o mesmo não corre risco de vida.


O atentado ocorreu logo após os caciques retornarem de uma série de agendas durante uma semana em Brasília. Durante as atividades, foi inclusive citado o temor por parte das lideranças, de deixar seus territórios e lutar por seus direitos, e sofrerem alguma emboscada.


Diversos pedidos foram feitos junto ao governo do Estado da Bahia e o Governo Federal, e Justiça Federal, porém, mesmo diante as cobranças, continua a omissão por parte do Estado brasileiro em proteger os povos indígenas do Extremo sul da Bahia.


CONSTANTES ATAQUES

O episódio contra o cacique Bacurau foi o mais recente, mas longe de ser o último caso de atentados, pois uma série de ataques se intensificaram nos últimos anos, que culminou em diversas mortes dentro dos territórios. Desde então, diversas denúncias foram formalizadas tanto no executivo quanto no judiciário, mas com pouco efeito prático, formando um cenário de extrema insegurança pública e jurídica para o território.


A alegação das comunidades, é que a insegurança pública vivenciada pelos Pataxó, decorre da não demarcação de seu território, que se torna alvo de intensas disputas de fazendeiros e latifundiários da região, que estão presente nestes espaços e travam o processo de demarcação. Como prova, há já constatação de milícias integrada por policiais ligados diretamente a latifundiários da região.


Apesar dos encaminhamentos foram feitos junto à justiça federal, governo federal e estadual, os ataques continuam, evidenciando novamente que as medidas tomadas não estão sendo efetivas, e por pouco, não se concretiza mais uma morte.


Publicado originalmente em: Tv Pataxó Oficial (@tvpataxooficial)

Kommentare


bottom of page