top of page

CONCURSO PARA PROFESSORES JÁ!

Para que se melhore a educação na cidade de Ilhéus são necessárias muitas mudanças. A principal delas é concurso para professor. Ou o Prefeito Marão lança o concurso ou não terá o apoio dos professores e professoras de Ilhéus.

Outro ponto importante é a demissão da secretária da educação. Em um cenário federal, quando os ministros são impopulares por atitudes descabidas, ou por ações desastrosas, ou quando estão envolvidos em suspeita de ato ilícito, geralmente caem. E em uma cidade que se proponha a ter uma prefeitura que seja levada minimamente a sério, não deve ser diferente com os ocupantes de suas secretarias.

A secretária de educação de Ilhéus há muito vem demonstrando seu despreparo e vem deixando latente que não está à altura do cargo que ocupa. No começo desse ano, em live no youtube, durante a semana pedagógica do município, a secretária afirmou, se referindo as enchentes que houveram na região, que mesmo com Covid-19, saiu às ruas para visitar as pessoas da comunidade. Todo mundo sabe que durante aquele período da pandemia, era protocolo que a pessoa que tivesse infectada não deveria sair de casa para que não acabasse levando a doença a outras pessoas. E a secretária no auge do seu despreparo para ocupar o cargo que ocupa, com o argumento de que iria ajudar as pessoas, foi para as ruas mesmo sabendo que poderia colocar famílias em risco.

De todas as cidades também do território litoral sul que pude pesquisar, Ilhéus é a única cidade que mantém professores trabalhando em regime de escravidão. Qualquer jornalista sério que visite cidades vizinhas para fazer um levantamento dessas informações em municípios como Una, Canavieiras, Itacaré, Buerarema, Uruçuca, vai poder constatar que só Ilhéus obriga que um professor com 20 horas trabalhe 20 horas com os alunos desconhecendo o tempo que esse professor deve dedicar a planejamento e correção de atividades que é de 7 horas.

Além disso tudo, a secretária precisa explicar e prestar contas à população de Ilhéus pelo fato de os colégios terem ficado desde o começo do ano sem merenda para os alunos e sem tinta para pincel para os professores trabalharem. Precisa explicar por que os estagiários da Seduc estão há tanto tempo sem receber. Precisa explicar por que cortou o salário dos professores contratados pela metade durante a pandemia alegando que o recurso do Fundeb diminuiu, quando na verdade, ele aumentou. Estamos presenciando um conglomerado de absurdos. É vergonhoso que uma cidade como Ilhéus se encontre nessa situação em relação à educação.

O prefeito Marão do PSD se aproveita da crise econômica que o país enfrenta, se aproveita do desemprego em Ilhéus e do já conhecido cabide de empregos na prefeitura para precarizar ainda mais a vida dos trabalhadores e trabalhadoras da educação.

Se o prefeito Marão em conjunto com a secretaria de educação se preocupam mesmo com a qualidade de educação de Ilhéus devem lançar concurso para professores que supra a necessidade da cidade. Esse é o caminho para evitar que professores virem reféns de chantagens da prefeitura, esse é o caminho para que professores não sejam expulsos das escolas que trabalham porque se negam a aceitar o coronelismo do Prefeito e da Secretária de Educação.


Concurso para professores já!


Texto escrito por Aderson Marcelo e Revolucionário Oculto da Educação.


コメント


bottom of page