top of page

NOTA DA REDE FEMINISTA CRYSTIANE SOBRE O ASSASSINATO DE NEGA PATAXÓ


Nega Pataxó, liderança indígena assassinada por fazendeiros no sul da Bahia. Reprodução: Teia dos Povos.

A Rede Feminista Crystiane de Itabuna manifesta seu profundo pesar e indignação diante do assassinato da companheira Maria de Fátima Muniz de Andrade, carinhosamente conhecida como Nega.

Nega uma militante, Educadora Popular, sempre atuante na luta pela Demarcação das Terras Indígenas, uma Guardiã da Floresta que foi brutalmente assassinada numa ação covarde do Agronegócio!

Expressamos toda nossa solidariedade e apoio a toda família Muniz Pataxó e amigos e ao povo indígena.

Exigimos às autoridades que a Demarcação e Retomada do Território seja concretizada com o devido apoio do Estado Brasileiro e que todos os envolvidos na morte da companheira Nega Pataxó sejam punidos de acordo com a lei.


Nega Pataxó, Presente!


Opmerkingen


bottom of page