top of page

INDÍGENAS DO POVO PATAXÓ RETOMAM TERRITÓRIO DENTRO DA TERRA INDÍGENA BARRA VELHA

Atualizado: 17 de mai. de 2023

Ingrid Macedo


No último sábado, 25 de junho, indígenas do povo Pataxó retomaram o território de uma fazenda que se encontra dentro da Terra Indígena Barra Velha (homologada em 1991). A ação ocorreu no entorno do Parque Nacional Histórico do Monte Pascoal, na aldeia Cassiano, com o objetivo de retomar terras que foram griladas pelo antigo latifundiário da Fazenda Brasília. Já no dia seguinte, cerca de 50 caminhonetes de latifundiários acompanhados de pistoleiros se deslocaram de municípios da região do Extremo Sul da Bahia e de outras regiões como Sul e Baixo Sul para atacar a retomada Pataxó e expulsar os nativos do local sem nenhuma decisão ou respaldo judicial. Em vídeos que circulam nas redes sociais é possível ver a articulação dos fazendeiros e o autor de um dos vídeos narra a cena enquanto os veículos passam pela estrada de chão, declarando que os agropecuaristas e proprietários rurais do sul da Bahia estavam se juntando para tirar da propriedade da fazenda os falsos índios [sic] e para fazer o que estão fazendo no Mato Grosso.

No Mato Grosso do Sul, desde a madrugada de sexta-feira, 24 de junho, o povo indígena Guarani-Kaiowá está sofrendo um massacre após a tentativa de realizar a retomada de um de seus territórios. A Polícia Militar iniciou a reintegração de posse sem qualquer documento ou ordem judicial, assassinando uma pessoa e ferindo diversas outras pessoas.

O narrador do vídeo em questão afirma ainda que "daqui para a frente vai ser assim". Os Pataxós presentes na área denunciam que, além dos latifundiários e pistoleiros, policiais militares também estavam envolvidos na ação.

No vídeo aqui reproduzido (abaixo), O Cacique Mãdy da aldeia Rio do Cahy, na T.I. Comexatibá, foi porta voz do povo Pataxó em resposta aos ataques sofridos e ao avanço da agrobandidagem. As comunidades do território Pataxó vivem encurraladas por empresas imobiliárias, por latifundiários e empresas de papel e celulose e o consequente avanço das grandes plantações de eucalipto.


(Imagens: Reprodução Redes Sociais)

A autodemarcação é uma estratégia de intervenção política específica, através da qual os povos indígenas atuam visando a regularização das áreas tradicionalmente ocupadas, além da defesa, recuperação e proteção do território originário.

Vídeo: cerca de 50 caminhonetes de latifundiários acompanhados de pistoleiros se deslocaram de municípios da região do Extremo Sul da Bahia e de outras regiões como Sul e Baixo Sul para atacar a retomada Pataxó e expulsar os nativos do local sem nenhuma decisão ou respaldo judicial. (Imagens: Reprodução Redes Sociais)



Ingrid Macedo, de nome indígena Juacema, pertence ao povo Pataxó, é artesã, comunicadora popular e integra o coletivo Brasil Vermelho.



Comentários


bottom of page