REVISTA DA ASSEMBLEIA POPULAR DE ILHÉUS - Nº2 - FEV/2022

Seguindo a nossa jornada militante


Apresentamos a 2ª edição da Revista da Assembleia Popular de Ilhéus, referente às publicações de fevereiro em nosso site.

Inicialmente é proveitoso destacar que percorremos alguns caminhos temáticos de grande relevância para o debate público, tanto a nível local, como nacional. Plantamos algumas “sementes”, por assim dizer, de discussões necessárias ligadas à questão racial, ao transporte público urbano e à prática política enquanto ato social de luta contínua. Estas “sementes” têm o potencial de darem grandes árvores frutíferas, mas para isso é necessário um solo favorável e cuidados com sua irrigação.

Plantamos aqui então a semente da memória sobre o desaparecimento de nossa companheira de luta Caroline Fernandes Miron, caso que dura 2 anos sem solução; da memória de um grande mestre da educação em nossa cidade, o Professor Arléo Barbosa, que nos deixou esse ano; a semente da indignação acerca do transporte público, com uma análise da Lei Orgânica Municipal e de seu não-cumprimento por parte das empresas, e alguns apontamentos sobre a ação (e a falta dela) da classe trabalhadora nesse processo; continuamos também a discussão sobre as condições de trabalho de nosso povo na história, desde a escravidão e como isso vem refletindo nas artes e nas relações pessoais do cotidiano; plantamos também a semente da teoria, pilar fundamental de toda a prática militante que permite analisar diversos aspectos da nossa conjuntura, nacional e internacional, para traçarmos a melhor estratégia rumo a uma sociedade onde a desigualdade seja execrada.

Nosso papel nesta assembleia é semear o debate político e social. O solo que utilizamos é a conjuntura em que vivemos, os “jardineiros”, que irrigam e cuidam dessas sementes, somos todos nós, colaboradores e leitores.

Boa leitura!

Brasil Vermelho


Faça o download da revista aqui:

Assembleia-Popular-Ilheus-Revista2
.pdf
Download PDF • 9.86MB